5th Avenue

Moda: um museu de grandes novidades.

Tag: 2012

Anos 20

Imagem

Estava lendo o post do Between Us! sbre o baile de carnaval da Vogue e coincidência ou não o tema foi anos 20, eu já estava pensando em fazer um post com esse tema desdo começo da semana passada quando vi ~finalmente~ Meia noite em Paris e fiquei apaixonada pelo filme, foi muito mais do que eu esperava.

Então vamos começar:
A década de 1920, ou simplesmente década de 20 ou ainda anos 20 foi o período de tempo entre 1 de janeiro de 1920 e 31 de dezembro de 1929.*

Os Anos 20 ficaram conhecidos como Era do Jazz, foi um ano próspero também para Hollywood e seus astros. E não podemos esquecer do charme das melindrosas.
Apartir dessa década as mulheres passaram a ter mais liberdade, já mostravam as pernas, o colo e usavam maquiagem.

A silhueta dos anos 20 era tubular, os vestidos eram mais curtos, leves e elegantes, com braços e costas à mostra. O tecido predominante era a seda. Os novos modelos facilitavam os movimentos frenéticos exigidos pelo charleston – dança vigorosa, com movimentos para os lados a partir dos joelhos. As meias eram em tons de bege, sugerindo pernas nuas. O chapéu, até então acessório obrigatório, ficou restrito ao uso diurno. O modelo mais popular era o “cloche”, enterrado até os olhos, que só podia ser usado com os cabelos curtíssimos, a “la garçonne”, como era chamado. A mulher sensual era aquela sem curvas, sem seios e com quadris pequenos. A atenção estava toda voltada aos tornozelos.

Imagem   Imagem  ImagemImagemImagemImagem

O  penteado feminino La Garçonne, cortado à altura da orelha, foi um modismo que começou nos anos 20. Na foto a atriz Clara Bow.

Imagem

Acima o chapéu cloche, que tem foi usado pela personagem Blair de GG.

Imagem Imagem  Imagem

Imagem

Imagem

Vogue Alemã jan.2012

Abaixo fotos de um dos episódios de Gossip Girl da terceira temporada.

Imagem Imagem

ImagemImagem Cena do Filme Meia noite em Paris.

Imagem

Ford T de 1927, modelo que ficou conhecido no Brasil como Ford-de-Bigode.

Imagem

O famoso marinheiro Popeye foi criado em 1929.

Os grandes figurinistas da época foram:

– Jacques Doucet (1853-1929), um figurinista francês, em 1927, subiu as saias para mostrar as ligas rendadas.

– Coco Chanel criou a moda dos cortes retos, capas, blazers, cardigãs, colares compridos, boinas e cabelos curtos.

– Jean Patou, estilista francês teve o foco na criação de roupas esportivas. Inclusive para a tenista Suzanne Lenglen. Também revolucionou a moda da praia a com seus maiôs.

*No Brasil entre 11 e 18 de fevereiro de 1922 é realizada, no Teatro Municipal de São Paulo, a “Semana de Arte Moderna”.
*A Inglaterra ainda era o mandachuva do mundo – prosperidade essa que teve uma forte queda em 1929 com a quebra da Bolsa de Valores de Nova Iorque, os anos seguintes ficaram conhecidos como a Grande Depressão, marcados por falências, desemprego e desespero. A Europa, contudo, sofria as consequências da Primeira Guerra Mundial, o que permitiria a ascensão do Nazismo,por Hitler, após a Crise de 29, o surgimento do Fascismo italiano e ainda o Salazarismo em Portugal.

Summer

Alysha Nett & Linnea Jacobson

New York – verão 2012 – Calendário

QUINTA-FEIRA (08.09)
BCBG Max Azria
Richard Chai
Fashion’s Night Out

SEXTA-FEIRA (09.09)
Project Runway
Luca Luca
Rebecca Taylor
Tommy Hilfiger (masc)
Nicole Miller
Cynthia Rowley

SÁBADO (10.09)
Lacoste
Jill Stuart
Prabal Gurung
Vivienne Tam
Alexander Wang
Charlotte Ronson
Monique Lhuillier

DOMINGO (11.09)
Victoria Beckham
Lela Rose
Derek Lam
DKNY
Tracy Reese
LAMB
Diane von Furstenberg
Y-3
Patrick Ervell
Custo Barcelona
Tommy Hilfiger

SEGUNDA-FEIRA (12.09)
Carolina Herrera
Carlos Miele
Donna Karan New York
Yeohlee
Betsey Johnson
Pamella Roland
Perry Ellis
Marc by Marc Jacobs

TERÇA-FEIRA (13.09)
J.Crew
Badgley Mischka
Vera Wang
Diesel Black Gold
Hervé Léger By Max Azria
Theykens’ Theory
Tibi
Narciso Rodriguez

QUARTA-FEIRA (14.09)
Norma Kamali
Michael Kors
Nanette Lepore
Ports 1961
J. Mendel
3.1 Phillip Lim
GAP
Chado Ralph Rucci
Anna Sui

QUINTA-FEIRA (15.09)
Ralph Lauren
Calvin Klein Collection
Marc Jacobs

Resumo Fashion Rio primavera-verao 2012

It- sapato: plataforma.

Vai pegar: calça flare (quem ainda não comprou, corre e compra já, durante as liquidações!), camisa de seda sem manga (a evolução das de inverno, com manga comprida e laço), vestido amplo, calça Capri, jeans delavé, crochê, listras, saias mais comportadas (longas ou na altura do joelho), terninhos com paletó e shorts. Nas cores, muito branco, laranja e azul royal.

Acessório: colares geométricos, meio déco, mas com uma pegada mais pop, como os da Patachou.

Bolsa: nenhum modelo que fosse novo ou unânime.

Fecho com a do Alexandre Herchcovitch, que imita uma máquina fotográfica, pela graciosidade.

Fashion Rio primavera-verão 2012 – Anabela

Tendência Outono/Inverno 2012

Estilo boho e anos 70

As estampas florais continuam em tecidos dos mais diversos e as saias longas também. A boêmia também esta presente em rendas e crochês combinando elementos étnicos e românticos em produções de visuais vintage. Franjas são também detalhes frequentes nos acabamentos de peças como saias, blusas e vestidos que seguem essa estética.

Glamour, brilhos e cores!

Jaquetas douradas, calças vermelhas, color blocking, e muito brilho !

Elegância minimalista

Cromáticos, têxteis e visuais em crash de estampas seguem em evidência. Silhuetas minimalistas chegam reforçadas ainda pelas composições em blocos de cores os quais, por vezes, conferem às peças um apelo retrô de referência à moda da década de 60.

Sensualidade vintage: rendas em alta

Em peças de cortes soltos, ou em vestidos mais elaborados; elas conferem um toque boudoir ao visual que assume ares vintage emprestados dos anos 20 em looks que, em geral, são mais destinados à produções noturnas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Estilo clássico, sóbrio e masculinizado

Em visuais bem comportados, os toques vintage e que seguem o estilo com influências “heritages” – herdadas – de outras décadas também se fazem ver conquistando ainda mais destaque ao passo que além de roupas, interferem também nos acessórios em alta. Especialmente bolsas e sapatos chegam em visuais mais sóbrios, estruturados e com forte apelo à moda tradicional masculina, como nos ainda bastante frequentes Oxford e mocassins.

Os paletós em versões cropped, os casaquetos e capas em tweed são outras peças que combinadas à saias plissadas midi ou com as calças de alfaiataria – cenouras ou sequinhas e clássicas em modelos cigarrete – reforçam as interferências de ares antigos e bastante próximas aos looks masculinos.

Este slideshow necessita de JavaScript.